Experimentando

Sei que já estamos no meio de fevereiro e talvez este post soe meio atrasado. Ou talvez não, porque acredito que não exista um único momento para se propor mudanças.

Em 2012 fiz várias coisas novas e desafiadoras. Experimentei e tentei muitas grandes e pequenas coisas.

Me casei, morei em um país novo, comecei este blog, voltei para o Brasil, procurei e achei trabalho onde nunca tinha me imaginado, usei mais cores de make, fiz combinações diferentes de roupas, passei a usar unhas redondinhas, li mais sobre sociologia, mais sobre moda e negócios entre muitas outras coisas.

Nessas tentativas, experimentei uma porção de sensações: alegria, liberdade, insegurança, poder, solidão, angustia, felicidade.

Consegui oportunidades bacanas embarcando em situações novas e hoje acho maravilhoso eu ter ampliado minha visão e ter me dado a chance de tentar.

Porque muitas vezes a gente simplesmente não se dá chance de fazer algo novo, de rever, de pensar por outro lado. Fica insistindo em coisas e perde muitas possibilidades.

Aqui falo de todo o tipo de coisa: do que você quer fazer da sua vida, suas ideias sobre as coisas, corte de cabelo, cor de batom, roupas, livros que lê, filmes que vê. Tudo.

Sempre dá para se propor experimentar algo diferente. Tentar o novo para ver como é. Um desafio mínimo.

Cada um dentro das suas possibilidades, sem extravagâncias, nada mirabolante.

Se permitir.

Este ano continuo tentando.

Abs,

Natália.